Programa  Amigos da Onça

Grandes Predadores e Sociobiodiversidade na Caatinga

Histórico

 

Entre 2006 e 2012 a bióloga Claudia B. de Campos atuou como pesquisadora colaboradora do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros – CENAP, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio, nos projetos “Diagnóstico da comunidade de mamíferos de médio e grande porte da Bacia do Rio São Francisco” e “Conservação da onça-pintada (Panthera onca) no Bioma Caatinga”.

Com estes trabalhos pioneiros no interior do Nordeste, a onça-pintada foi registrada oficialmente pela primeira vez no norte da Bahia, em uma área conhecida como Boqueirão da Onça. Esses projetos foram a base para o direcionamento de ações de conservação desta espécie e para a avaliação do estado de conservação no bioma, com status de “Criticamente em perigo de extinção”, e também da onça-parda (Puma concolor), que está  “Em perigo de extinção”.

As informações coletadas e os conhecimentos obtidos demonstraram a necessidade de uma nova e mais ampla proposta. Em 2011, Claudia esboçou um projeto de conservação destes felinos e convidou a bióloga Carolina F. Esteves e a engenheira agrônoma Claudia Sofia G. Martins para finalizá-lo, transformando-o no “Programa Amigos da Onça: Grandes Predadores e Sociobiodiversidade na Caatinga”. 

Em 2012 o Programa iniciou suas atividades no interior do Boqueirão da Onça com a apresentação da sua proposta de trabalho para uma das comunidades locais. Em 2013 o Programa foi inserido na pasta de Projetos do Instituto para Conservação dos Carnívoros Neotropicais – Pró-Carnívoros. Em 2015 o biólogo Douglas M. Dias entrou para o Programa, desligando-se em 2018. E em 2019 mais dois biólogos entraram para a equipe, Maísa Ziviani Alves e Paulo Henrique Marinho (desligou-se no ano seguinte). Em 2020 Claudia B. Campos assumiu a gestão das Unidades de Conservação (UCs) no Boqueirão da Onça pelo ICMBio, tornando-se colaboradora externa do Programa, o qual segue com gestão compartilhada. No mesmo ano, Francine Schulz e Daiana J. Polli passam a integrar a equipe.

 

Missão

Promover a conservação da onça-parda (Puma concolor) e da onça-pintada (Panthera onca) na Caatinga, por meio de pesquisas em ecologia e dimensões humanas da conservação das espécies.

visão

A equipe do “Programa Amigos da Onça” busca ser reconhecida pela excelência e rigor de suas realizações, honestidade e transparência no uso e administração dos recursos materiais e apoios recebidos. Pretende também trazer contribuição efetiva e duradoura de suas ações para a conservação das onças na Caatinga. Sua interlocução e articulação com as pessoas e instituições da região, seu pioneirismo, acessibilidade e visão orgânica do contexto local, são fatores que a equipe considera como determinantes para liderar seus esforços de conservação e por isso os mantém como compromisso permanente do Programa.

Valores

Ética: nossa conduta é norteada pelos mais altos padrões de ética;

Responsabilidade com os projetos: nosso esforço é sempre atingir o máximo de eficiência e efetividade em nossas ações, gerando resultados que contribuam para nossa missão;

Respeito com nossos financiadores e apoiadores: assumimos a responsabilidade de administrar de forma eficiente e irrepreensível todos os recursos vindos de nossos doadores, patrocinadores, parceiros e colaboradores;

Embasamento científico do conhecimento gerado: nossas pesquisas são desenvolvidas através de métodos reconhecidamente efetivos e utilizados amplamente em estudos ecológicos com mamíferos, bem como na linha de dimensão humana da conservação da vida silvestre;

Democratização e popularização do conhecimento gerado: nossas pesquisas visam à conservação das onças na Caatinga, aliada ao princípio justo de devolver às populações humanas mais próximas e dependentes da biodiversidade local todo o conhecimento produzido. Promove o diálogo entre o conhecimento científico e o tradicional;

Integridade: ser íntegro para nós significa ser honesto, justo, lutar incansavelmente pelo que acreditamos e fazer o que determinamos.

PortuguêsEnglishEspañol